Jeffrey Wright conversou com a Entertainment Weekly sobre seu papel na série Westworld, da HBO, onde humanos interagem com androides em um parque temático.

“Os visitantes do parque ultrapassaram o limite entre realidade virtual em sua visão e  uma experiência real”, comentou. “Agora, eles interagem completamente com o jogo, com o parque, e com os personagens e androides. Hoje em dia, temos essa experiência em GTA, por exemplo, esses jogos em que nos tornamos outra pessoa. É o GTA do futuro”.

O ator se refere, é claro, à franquia de jogos Grand Theft Auto (ou GTA), que coloca o jogador no papel de um criminoso. O game é frequentemente criticado por suas cenas violentas e por incentivar o jogador a cometê-las.


O segundo episódio de Westworld, intitulado “Chestnut” (1×02), vai ao ar no próximo domingo (09).

Crítica | Westworld faz estreia promissora com muito sangue e mistérios

O que é Westworld? Um guia rápido para entender a série

Androides, caubóis e Rodrigo Santoro; conheça os personagens

A trama futurista de Westworld, baseada no filme homônimo de 1973, se passa em um parque temático que recria diversos períodos da história, entre eles o Velho Oeste. No local, trabalham diversos androides com aparência humana. Certo dia, os robôs – que podem ser mortos e retornar com personalidades totalmente diferentes – começam a sofrer uma pane e passam a servir como ameaça aos turistas.

Anthony Hopkins, Miranda Otto, Ed Harris, Evan Rachel Wood, Thandie Newton, Tessa Thompson e o brasileiro Rodrigo Santoro formam o elenco estelar de Westworld.