Star Trek: Discovery “não vai para a TV porque ninguém assistiria”, diz CBS

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A nova série Star Trek: Discovery está pronta para retornar para a tela pequena no próximo ano, e será via CBS All Access nos Estados Unidos e Netflix em todo o mundo. Mas a escolha da plataforma é uma adoção do mundo moderno, ou é o medo de baixas audiências?

De acordo com o CEO da CBS Interactive, Jim Lanzone, a resposta é “porque ninguém assistira na programação da TV”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“A ficção científica não é algo que, tradicionalmente, tem sido muito bem recebida na transmissão”, disse Lanzone em entrevista a Recorde Media.

“Séries como Lost e Heroes tiveram partes de ficção, mas historicamente, um show como Star Trek não seria necessariamente um programa de transmissão, neste momento. E se olhar para as outras redes que temos, CW e Showtime, eles apenas se encaixam com o público digital e possuem o esse público digital de Star Trek”, afirmou.

Star Trek: Discovery se passará 10 anos antes da missão do Capitão Kirk, funcionando portanto como um prelúdio da série original.

Nova série terá protagonista feminina e personagem gay

O reboot de Star Trek na TV introduzirá novos personagens, mas que continuarão procurando novos mundos e novas civilizações, enquanto vai explorar temas contemporâneos, seguindo a mesma linha da série original dos anos 60. O novo seriado será o primeiro de Star Trek a entrar em produção desde o final de Enterprise, em 2005.

O lançamento de Star Trek: Discovery está marcado para maio de 2017.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio