Charlie Sheen admite que “não deveria ter sido ruim com Ashton Kutcher” após saída de Two and a Half Men

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Charlie Sheen pediu desculpas a Ashton Kutcher pelo modo com que tratou ele na época de Two and a Half Men. Sheen foi demitido da série e substituído por Kutcher em 2011.

“Eu fui estupidamente ruim com ele porque omiti a realidade e a dificuldade de se assumir uma série”, reconheceu o ator durante sua aparição no programa Kyle & Jackie O. “Algo que eu já fiz, quando assumi Spin City no lugar de Michael J. Fox, que estava doente demais para trabalhar, mas ninguém jamais ligou as duas coisas. Então, eu deveria ter sido mais agradável com ele”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Sheen estrelou oito temporadas de Two and a Half Men como o mulherengo Charlie Harper, antes de Ashton Kutcher assumir o cargo de protagonista na pele do bilionário Walden Schmidt, até o término da série, em 2015. Nesse meio tempo, no entanto, Charlie Sheen constantemente provocava seu substituto nas redes sociais.

“Ele ficou encarregado de uma missão tão árdua e eu estava mais preocupado com o meu próprio ego do que com a batalha dele”, continua Sheen. “E por isso estou arrependido”, conclui.

Charlie Sheen: “Também me arrependo de ter arruinado Two and a Half Men”

O ator até pode ter feito as pazes com Kutcher, mas continua com sua língua afiada. Recentemente, chamou a cantora Rihanna de “cadela”, mas pediu desculpas pouco depois, e ameaçou agredir Jon Voight, pai de Angelina Jolie.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio