The Walking Dead | Norman Reedus comenta a aguardada reunião do último episódio

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

ATENÇÃO PARA SPOILERS DO ÚLTIMO EPISÓDIO!!!

Norman Reedus, o Daryl de The Walking Dead, falou sobre a aguardada reunião do personagem com Carol (Melissa McBride) no episódio exibido neste domingo (19). Os personagens ficaram afastados um do outro durante 12 episódios.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Foi ótimo. Nós sentimos falta um do outro durante esse tempo todo”, disse o ator à Enternaiment Weekly. “É estranho, ela e eu conversávamos enquanto não estávamos gravando, um perguntava ao outro, ‘Como você está?’. Era bizarro pra caral**! Então, foi difícil e uma reunião agridoce. Nós gostamos, mas não gostamos de estarmos separados”.

Para a Variety, Reedus comentou a sensação de se reunir com a colega de elenco, momento que arrancou lágrimas de todo mundo no set:

“Eu me lembro de ler o roteiro e pensar, ‘Sim! Finalmente!’. Esta temporada inteira eu fui separado de todos e finalmente eu consegui estar com todo mundo de novo. Eu e alguns atores estamos juntos há um bom tempo e eu confio totalmente neles, temos essa relação, e uma dessas pessoas é Melissa. [Me reunir com ela] Foi como duas crianças no primeiro dia de escola. Eu nem sei se aquele abraço estava no roteiro. No primeiro ensaio dessa cena, todo mundo estava chorando. Todo mundo no set estava esperando por aquele momento”.

Sobre a decisão de Daryl de não contar para Carol sobre as mortes de Glenn e Abraham, ele explica:

“Daryl viu o quão longe ela foi para preservar algo de sua própria vida. Se você perder 100% da sua essência, qual é o motivo de fazer qualquer coisa? Nós a vimos ir embora e voltar e matar e não matar. Ele a viu passar por tudo isso, e foi um ato muito altruísta dizer que todo mundo estava bem. Ela significa mais para ele do que qualquer outra coisa. Ele a está protegendo por dentro e por fora”.

Também questionado sobre a maneira com que Daryl lida com os eventos traumáticos do início da temporada, Reedus afirma:

“A maneira com que Daryl lida com isso é enterrar [o trauma] profundamente dentro de si mesmo e ranger os dentes. Ele não abre seu coração até chegar a alguém com quem se preocupa. Carol é uma dessas pessoas. É interessante ver alguém tentar não chorar, e ele está tentando não chorar todo esse tempo. Ele sempre teve que ser duro. Ele tinha que esconder isso. Quando ele se depara com certas pessoas, começa a extravasar, e depois é apenas uma inundação. Mesissa é uma daquelas pessoas que vem e faz isso comigo, na verdade”.

Por fim, Norman Reedus compartilhou a sensação de “contracenar” com a tigre Shiva no episódio:

“Era nosso cara de efeitos especiais segurando uma cabeça de tigre e andando pelo set – ele até dá um pequeno rugido. Desde que eu li no roteiro que havia um tigre, eu estava fazendo lobby para uma cena com ele. Não me deram um cachorro, então me deixem ter uma cena com o tigre! Foi ótimo”, finalizou.

“Hostiles and Calamities” é o próximo episódio de The Walking Dead e irá ao ar em 26 de fevereiro – veja as primeiras cenas.

Artigo | Retorno da série prepara Rick e seu grupo para a guerra contra Negan

The Walking Dead é exibida no Brasil pelo canal pago Fox.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio