Nova York aprova lei de incentivo de US$ 5 milhões para quem contratar mulheres, gays e minorias raciais como escritores e diretores de TV

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Segundo o site The Wrap, o Estado de Nova York aprovou na última quarta-feira (21) uma nova lei de incentivo que pode dar até US$ 5 milhões em incentivos fiscais os estúdios que contratarem mulheres, gays e minorias raciais como escritores e diretores.

O projeto de lei foi apresentado pela senadora Marisol Alcantara e afetaria apenas as produções de TV.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“As pessoas na indústria de TV entenderam por anos que aumentar a diversidade de escrita e direção melhora as histórias que aparecem na tela”, disse o diretor executivo da Writers Guild of America.

Neil Dudich, diretor executivo da associação de escritores e diretores, acrescentou: “Durante anos, nós forçamos a indústria a mudar suas práticas de contratação desequilibrada – de modo que o talento sozinho são o fator determinante. Ao incentivar os estúdios, as redes e os produtores a descobrir os talentosos diretores e escritores de TV de Nova York, este projeto de lei pode ser um passo significativo para estabelecer condições equitativas para todos”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio