George R.R. Martin foi quem criou a história de Game of Thrones em seus livros, mas a série acabou ultrapassando o próprio autor e deverá encerrar antes mesmo dele publicar um novo capítulo da história. Com isso, muitas coisas no programa de TV foram criadas em cima de ideias primárias do escritor, que revelou em entrevista para a Times que passou a ter um trabalho mais desafiador, já que prefere não se influenciar com o que acontece na série da HBO.

“O programa é o programa e desenvolveu uma vida própria neste momento. Eu estou envolvido no programa, é claro, e tenho sido desde o início, mas meu foco principal tem que ser os livros. Você deve lembrar que eu comecei a escrever essa história em 1991 e conheci David e Dan (showrunners Benioff e Weiss) em 2007. Eu vivia com esses personagens e esse mundo há 16 anos antes de começar a trabalhar no show”, destacou.

Martin avalia o sucesso da série e dos livros como uma pressão extra. “Isso é ótimo, mas também traz consigo uma certa pressão. Ao invés de apenas escrever uma história, esse pequeno cara na minha mente diz: “Não, isso tem que ser ótimo! Tem que ser ótimo! Você está escrevendo uma das fantasias fantásticas de todos os tempos! Essa frase é ótima? Essa decisão é ótima? “Quando comecei em 1991, estava apenas tentando escrever a melhor história que pude”, analisou. ‘


A sétima temporada de Game of Thrones estreia mundialmente na HBO no dia 16 de julho. A temporada contará com apenas sete episódios de longa duração.