Star Trek: Discovery está bem próxima da sua estreia, marcada para o dia 24 de setembro nos Estados Unidos, e em entrevista à CNET, o produtor executivo Alex Kurtzman explicou como a nova série procura honrar e homenagear a versão clássica do programa de ficção científica.

“Se você é fã do Trek, você verá muitas coisas que relembram as séries originais e os elementos da série original. Eu não estou apenas falando em trama, quero dizer o espírito do que esse programa foi. Nós estaremos revisitando algumas coisas no Discovery, que acho que as pessoas vão encontrar familiar”, afirmou o produtor.

Consciente da cobrança pelos fãs, Kurtzman garante que nada ficará pior com a nova série. “Sem estragar nada, acho que estamos aderindo a uma linha de tempo e seguindo as regras, mas também acho que encontrando novas áreas e caminhos de exploração que só foram aludidos, mas nunca foram explorados completamente”, encerrou.


A série se passará 10 anos antes da missão do Capitão Kirk, funcionando portanto como um prelúdio da original.

O reboot de Star Trek na TV introduzirá novos personagens, que continuarão procurando novos mundos e novas civilizações, enquanto vai explorar temas contemporâneos, seguindo a mesma linha da série original dos anos 60. O novo seriado será o primeiro de Star Trek a entrar em produção desde o final de Enterprise, em 2005.