De acordo com o que já era esperado após a reunião de acionistas na semana passada, a Netflix anunciou nessa segunda (23) que planeja aumentar em US$1.6 bilhão sua dívida a fim de continuar elevando o volume de conteúdo original e comprado em sua biblioteca.

O valor corresponde a pouco mais R$5 bilhões, e é apenas uma fração do que a Netflix já anunciou que pretende gastar com conteúdo original no próximo ano.

Segundo o diretor de programação Ted Sarandos, o gasto pode chegar a US$8 bilhões, ou R$25.5 bilhões, durante todo o ano de 2018.


No final do último quarto financeiro, a Netflix reportou que tinha US$4.89 bilhões em dívida, ou em torno de R$15.6 bilhões.