American Horror Story: Cult faz referência à Asylum no episódio final e mostra conexão entre temporadas

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

ATENÇÃO: SPOILERS A SEGUIR

O episódio final de American Horror Story: Cult, intitulado “Great Again” (7×11), foi ao ar nessa terça (14) nos EUA, e revelou mais um pouco da conexão entre as temporadas da série de terror de Ryan Murphy.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Isso porque, em uma cena no meio do episódio, a nova namorada de Ally (Sarah Paulson), agora uma senadora pelo estado de Michigan (EUA), sugere que ela dê uma entrevista à jornalista Rachel Maddow, uma figura do mundo real que apresenta um programa na emissora MSNBC.

No entanto, Beverly (Adina Porter) imediatamente descarta essa possibilidade, dizendo: “Se ela recusou Lana Winters, porque diria sim para Rachel Maddow?”.

A referência é à personagem de Paulson na segunda temporada de American Horror Story, Asylum, uma jornalista que ficou presa em um manicômio e quase foi morta por um serial killer, mas conseguiu fugir e se tornar um nome importante na TV americana. Nós já vimos a personagem retornar em Roanoke, sexta temporada.

Essa é a única referência à conexão entre as temporadas no episódio, mas Cult também trouxe participações especiais de Twisty (John Carroll Lynch), um palhaço assassino introduzido inicialmente em Freak Show (4ª temporada); e até uma aparição da imagem de Tate (Evan Peters), da 1ª temporada (Murder House), em um dos pôsteres de campanha de Kai.

American Horror Story foi renovada em janeiro para mais duas temporadas, garantindo sua permanência no ar até 2019.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio