Criadora de Jessica Jones diz que foi assediada por produtor poderoso quando era jovem

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A roteirista Melissa Rosenberg dividiu com a Variety sua própria história de assédio sexual em Hollywood – conhecida por criar a série Jessica Jones, da Marvel/Netflix, ela contou que um produtor poderoso da TV a assediou quando era jovem.

“Um dos meus primeiros trabalhos nesse negócio foi como assistente desse produtor”, disse. “Ele tinha mania de me apalpar e me tocar o tempo todo. Eu, sendo jovem e ingênua (deveria dizer, burra) não entendi que aquilo era inapropriado, então só ri”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Um dia a outra assistente desse produtor veio até mim e disse que ia processá-lo por assédio sexual, e me perguntou se eu apoiaria no julgamento. Eu poderia ter feito isso, porque sabia que o que ela dizia era verdade”, continuou.

“O que eu fiz, ao invés disso, foi contatar a minha superior, a primeira mulher na cadeia de comando que eu consegui achar. Ela disse que me apoiaria no que quer que eu fizesse, mas que eu deveria saber que meu nome ficaria marcado na indústria se eu ajudasse a outra assistente”, contou ainda.

“Eu não a ajudei, ela saiu da cidade e nunca mais trabalhou nesse negócio. Por todos esses anos eu vivi em vergonha com a minha atitude, mas mesmo assim sei que não estaria onde estou hoje se a tivesse ajudado. Eu estou tentando compensar o que fiz agora – prevenindo que isso aconteça com mulheres no meu set”, concluiu.

A série da Marvel/Netflix voltará no dia 8 de março de 2018 para a sua segunda temporada.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio