Dark | Série da Netflix lançada na sexta (01) é saudada como “a nova Stranger Things”

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A Netflix lançou nessa sexta (01) a primeira temporada de Dark, um drama alemão que, desde seu anúncio, está sendo comparado com o maior sucesso da plataforma de streaming até agora, Stranger Things.

Confira alguns trechos das críticas à Dark, em sua maioria positivas:

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

  • Dark pega discas de séries que tem sido sucesso na cultura pop recentemente. A comparação com Stranger Things é relevante por causa do uso de música dos anos 1980, crianças com bicicletas e uma conspiração governamental na periferia de uma pequena cidade” (IGN)
  • “A narrativa de Dark tem muitas similaridades com Stranger Things. Não só a cidade é cercada por uma floresta densa onde coisas inexplicáveis acontecem, como também é a casa de um grupo de pessoas jovens cujas aventuras incluem andar por ferrovias abandonas e passar perto de um grande prédio governamental cercado por arame farpado” (Den of Geek)
  • Dark pode ser considerado como uma versão mais europeia e sombria de Stranger Things, com todos os mistérios precisamente bolados e de explodir a cabeça, mas nada do humor e das caracterizações simpáticas dos personagens” (The Hollywood Reporter)
  • “Lidando com temas de tempo, família, luto, culpa e o metafísico, Dark alcança todas as notas mais refinadas que levaram séries como The OA e Stranger Things a um sucesso atmosférico” (IndieWire)
  • “Se você conseguir superar as similaridades com Stranger Things, pode descobrir que Dark é uma série muito mais sombria e expressionista. Embora lide com eventos dos anos 1980, não é uma série nostálgica” (SlashFilm)

Confira também a crítica do Observatório do Cinema!

Os criadores Jantje Friese e Baran bo Odar não se importam com a comparação: “Se todo mundo que viu Stranger Things tentar ou pensar em assistir Dark, é uma enorme oportunidade para nós. Continuem nos comparando a eles!”, brincou Friese em entrevista ao Deadline.

A história é centrada no desaparecimento de duas crianças na pequena cidade de Winden, na Alemanha. No entanto, a grande reviravolta não gira em torno de quem sequestrou a crianças ou como, mas sim de quando isso aconteceu… Confira o trailer.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio