The Walking Dead | Andrew Lincoln diz que morte do último episódio foi “a maior da história da série”

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

ATENÇÃO: SPOILERS A SEGUIR

O episódio de domingo (10) de The Walking Dead entregou o choque que todos estavam esperando para o último capítulo de 2017 e revelou que Carl (Chandler Riggs) vai deixar a série – morto por uma mordida de zumbi.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O ator Andrew Lincoln, protagonista da série, interpreta Rick, pai de Carl, na série. Em entrevista ao THR, ele definiu a morte do seu filho ficcional com apenas algumas palavras: “A coisa mais chocante que The Walking Dead já fez”.

“Eu sempre achei que Carl seria o cara que levaria a série adiante quando Rick ‘se aposentasse’, sabe?”, reflete Lincoln. “Eu tinha essa visão de Rick entregando suas botas e seu revólver para Carl e andando em direção ao pôr do Sol, na 28ª temporada”.

“A morte dele abre espaço para oito episódios chocantes que terminam a temporada. São capítulos muito tristes. Foi desafiador para mim, como ator, mas de um jeito bastante animador. Eu estava nervoso de voltar ao trabalho e começar a expressar essa mudança radical na vida Rick”, contou ainda Lincoln.

“E é uma mudança sísmica, era maior do que a morte de Glenn. Se você lê os quadrinhos, sabe da importância de Carl na história que acontece a seguir, então eu acho que se torna mais chocante ainda, a forma como a série vai mudar tudo isso”, concluiu.

The Walking Dead retorna no dia 25 de fevereiro.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio