The Walking Dead | Criador defende morte polêmica do último episódio

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

ATENÇÃO: SPOILERS A SEGUIR

O episódio final de 2017 de The Walking Dead causou polêmica entre os fãs por indicar a morte de Carl (Chandler Riggs), que revelou ao pai Rick (Andrew Lincoln) que foi mordido por um zumbi.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em entrevista à EW, o criado da série nos quadrinhos, Robert Kirkman, defendeu a decisão de matar o personagem. “Eu acho que Scott [Gimple, showrunner] me disse o que pretendia fazer há um ano atrás. Minha primeira reação foi de choque e um pouco de hesitação, mas quando ele disse o que viria depois da morte de Carl, e como isso afetaria a história, eu entendi tudo”, disse ele.

“Eu sei que alguns fãs estão muito bravos na internet, mas esse é o objetivo mesmo. Não é para ninguém ficar feliz quando esses personagens morrem. É para todo mundo ficar preocupado com o que vai acontecer a seguir, e se estressando com o caminho da série. Isso mostra o quanto o público está dedicado e interessado na série. Nosso trabalho é fazer com que esse interesse valha a pena, e que a nossa decisão criativa faça sentido”, completou.

A oitava temporada de The Walking Dead, adaptação dos quadrinhos para a TV, voltará ao canal AMC em 25 de fevereiro de 2018.

Fear The Walking Dead | Veja primeiras fotos de Morgan na série

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio