RuPaul pede desculpas por dizer que não permitiria mulheres trans no programa

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

RuPaul usou o Twitter para pedir desculpas após declarações polêmicas durante entrevista ao The Guardian, onde disse que não permitira mulheres transgênero competindo no RuPaul’s Drag Race.

“Todas as manhãs eu rezo para poder esquecer tudo o que eu acho que sei, para que tenha uma mente aberta para uma nova experiência. Eu entendo e me arrependo da dor que eu causei. A comunidade trans é feita de heróis do nosso movimento LGBTQ. Vocês são meus professores”, escreveu RuPaul.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Apenas duas competidoras do RuPaul’s Drag Race foram mulheres transgênero – Peppermint (9ª temporadA) e Monica Beverly Hillz (5ª temporada). Diversas outras (Carmen Carrera, Sonique, Jiggly Caliente, Gia Gunn) se assumiram trans e fizeram a transição após sua participação na série.

“Eu não acho que uma mulher trans pode participar. A pessoa pode se identificar como mulher e dizer que está fazendo a transição, mas uma vez que você começa a mudar seu corpo, isso é diferente. Muda todo o conceito do que é fazer drag“, havia dito RuPaul ao The Guardian.

Conheça as competidoras da 10ª temporada

O canal VH1 anunciou que a 10ª temporada do reality show vai estrear no dia 22 de março, adicionando que após cada episódio de 1h30 de RuPaul’s Drag Race os fãs poderão ver um novo capítulo da série de bastidores Untucked.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio