Reese Witherspoon fez HBO pagar homens e mulheres igualmente em todas as séries

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Segundo o CEO da HBO, Casey Bloys, as negociações da emissora com Reese Witherspoon para a segunda temporada de Big Little Lies tiveram uma consequência muito maior para a emissora.

Graças ao ativismo da atriz, a HBO acabou com a disparidade de salário entre homens e mulheres em todas as suas produções, de séries a minisséries, passando por documentários e filmes para a TV.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Nós estudamos todos os nossos programas e acabamos de finalizar o processo no qual damos por encerrada a disparidade de salários nas nossas produções”, afirmou Bloys. “Essa foi uma das consequências do movimento [Time’s Up] e de conversas que tivemos com a Reese”.

Bloys não especificou quais salários tiveram que ser alterados para atingir a paridade, mas mencionou o movimento Time’s Up, criado por mulheres de diversas indústrias após as denúncias de assédio sexual em Hollywood, a fim de buscar maior igualdade no mercado de trabalho.

Big Little Lies | Meryl Streep aparece em nova foto da 2ª temporada

Witherspoon vai reportadamente receber US$ 1 milhão por episódio da próxima temporada de Big Little Lies, assim como a colega de elenco (e produção) Nicole Kidman. Os salários das outras atrizes e atores não foi revelado.

A trama da 2ª temporada vai acompanhar as consequências da morte de Perry (Alexander Skarsgard) pelas mãos das protagonistas, trazendo a lendária Meryl Streep para interpretar a mãe do personagem falecido.

Além de Witherspoon e Kidman, retornam ao elenco Zoë Kravitz, Laura Dern, Shailene Woodley, Adam Scott, James Tupper, Jeffrey Nordling, Iain Armitage e Kathryn Newton. A estreia fica só para 2019.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio