A Netflix e a Left Bank Pictures, produtoras de The Crown, vão “corrigir” a diferença de salário polêmica entre os astros Claire Foy e Matt Smith, Rainha Elizabeth II e Príncipe Philip na série.

Foy receberá US$ 275 mil, ou em torno de R$ 953 mil, para compensar por ter ganho menos que seu colega de cena durante as duas primeiras temporadas da trama.

“Como produtores de The Crown, somos responsáveis por orçamentos e salários”, contou a Left Bank em declaração oficial ao Daily Mail. “Os atores não estavam cientes do salário uns dos outros e não podem ser considerados responsáveis pelo pagamento de seus colegas”.


“Estamos absolutamente a favor da luta por pagamentos justos, livres de preconceitos de gênero, e por um rebalanceamento do tratamento que a indústria dispensa à mulheres na frente a atrás das câmeras”, completou.

The Crown | Netflix não revelou nem para o elenco original quem seriam os novos astros da série

Recentemente, Foy se abriu sobre a polêmica de diferença salarial – leia seu depoimento aqui. O outro envolvido no caso, Smith, chegou a declarar que apoia a igualdade entre gêneros – leia mais.

Na terceira temporada, Tobias Menzies (Outlander, Game of Thrones, Rome) assinou para viver Príncipe Phillip. Olivia Colman (Elizabeth) e Helena Bonham Carter (Margaret) também já foram escaladas nessa segunda encarnação da Família Real.

The Crown retorna para sua terceira temporada ainda em 2018.