Pauley Perrette se abriu no Twitter sobre os “vários incidentes de agressão física” que a teriam levado a deixar o papel da investigadora Abby em NCIS após uma década e meia interpretando-a.

No Twitter, a atriz de 49 anos escreveu que há uma “máquina” que está “a obrigando a ficar calada” sobre os incidentes, sem identificar quem teria sido o seu agressor.

Dura de matar: NCIS é renovada para 16ª temporada


“Eu me recusei a jogar sujo, é por isso que eu nunca falei publicamente sobre o que aconteceu. Mas há artigos de tabloides por aí que estão dizendo mentiras sobre mim. Se você acredita neles, por favor me deixe. Você claramente não me conhece”, escreveu ainda.

“Talvez eu esteja errada em não contar a história inteira, a verdade. Eu sinto que tenho que proteger o trabalho de tantas pessoas queridas da equipe, mas a que custo? Eu não sei. Eu estou tentando fazer a coisa certa, mas talvez o silêncio não seja a coisa certa”, continuou.

“Há anos eu apoio iniciativas anti-bullying, mas agora eu entendo de verdade porque foi comigo que aconteceu! Se isso acontece na escola ou no trabalho, um lugar em que você precisa ir, é aterrorizante. Eu fui embora por causa de múltiplos incidentes de assédio físico”, completou.

Perette deixou a série no 22º episódio da 15ª temporada da série, exibido na última terça (08).