James Cameron diz que só há boa ficção científica na TV atualmente

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O documentário James Cameron’s Story of Science Fiction estreou nessa segunda (30) no canal americano AMC, e mostrou o lendário diretor de Aliens – O Resgate, O Exterminador do Futuro e Avatar falando sobre os rumos atuais da ficção científica.

Sobre sua opinião acerca dos filmes do gênero no mainstream americano, basta dizer que ele não está satisfeito: “Para fazer com que a ficção científica apelasse para todo mundo, eles tiraram a consciência dela. Nos anos 1960, nós tínhamos histórias sombrias, de No Mundo de 2020 a Planeta dos Macacos”, relembra.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

James Cameron não liga para a Netflix: “É um grande experimento”

“Então, quem chegou foi George Lucas, que fez com que a ficção científica fosse sem culpa, divertida. Star Wars criou o que eu chamo de neo-mito. Nós temos um panteão de personagem míticos, dos Transformers aos super-heróis da Marvel e da DC, e são eles que conduzem a ficção científica em um nível mais alto”, diz a seguir.

“Eu acho que a TV é onde encontramos produções no espírito do que os filmes de ficção tentaram fazer nos anos 1960 e 1970. Parte disso é por conta de limitações de orçamento. Quando você não pode fazer uma saga épica passada em outro planeta, você tem que fazer algo que é mais próximo de casa, algo do futuro próximo”, continua.

Black Mirror é ótimo em fazer isso. Não todos os episódios, é claro. Mas é uma reflexão próxima de onde estamos indo com a nossa tecnologia. Então temos algo como The Handmaid’s Tale, que mostra a força que a literatura distópica ainda tem na ficção científica”, completa o cineasta.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio