The Handmaid’s Tale terminou a sua 2ª temporada sem agradar a todos. No entanto, o showrunner do seriado, Bruce Miller, defendeu o desfecho e ainda afirmou que adorou o que foi explorado na parte final da série.

A história do segundo ano explorou a gravidez de June (Elisabeth Moss) e as tentativas dela em deixar o confinamento. No entanto, as escolhas finais dos últimos episódios deixaram muitos fãs decepcionados. Bruce Miller contou ao The Hollywood Reporter que gosta desse sentimento.

The Handmaid’s Tale | Intéprete de Moira quer Cate Blanchett como uma das Tias


“Eu gosto do fato que as pessoas estão frustradas. Eu fiquei frustrado. Você queria que ela fizesse uma escolha diferente. Eu amo o fato que June toma decisões que não concordamos, ela é seguida pelas emoções, o seu cérebro, sua estratégia e todas essas coisas – mas em medidas diferentes que seguimos. Então, estou orgulhoso que as pessoas estão incomodadas com o que ela fez e o porquê ela fez, e eu acho que as críticas me fazem ver como as pessoas se sentem sobre isso porque eu sei como me senti no momento”, declarou o showrunner.

Apesar de comentar o desfecho da última temporada, que está disponível no Hulu, Bruce Miller não quis dar detalhes do que está por vir na série.

A 3ª temporada de The Handmaid’s Tale está prevista para 2019, ainda sem data de estreia definida.