Madam Secretary | Trama da 5ª temporada terá referência ao #MeToo e pode ter participação de Hilary Clinton

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A 5ª temporada de Madam Secretary será influenciada pelo movimento #MeToo. A revelação foi feita no Tribeca TV Festival por membros da série e da produção.

Outra novidade para os novos episódios é que Hilary Clinton participará da série. A produtora executiva, Lori McCreary, conta que a ideia partiu da própria ex-Secretária de Estado dos Estados Unidos.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Eu estava na casa de Hilary, na festa de aniversário do marido dela, e ela começou a conversar comigo, contando como ama a série. Hilary pediu se poderíamos considerar em escrever um pequeno papel para ela. Que ela talvez pudesse interpretar uma espiã? Mas era uma festa, então ela poderia estar apenas sendo legal. Mas depois nós perguntamos para ela sobre a possibilidade e ela disse sim”, contou a produtora.

No entanto, a política não deve aparecer como uma espiã. Em um dos novos episódios, ela estará em um programa de TV com a Secretária de Estados dos EUA da ficção, vivida por Téa Leoni.

American Horror Story | Temporada sobre eleição americana não mostrará Trump e Hilary

Em um dos episódios, a trama também abordará o movimento #MeToo. A personagem de Téa Leoni deve voltar a se encontrar com o presidente filipino, que a assediou na 3ª temporada.

“Ele volta nessa temporada e os dois podem conversar sobre isso”, revelou a produtora de Madam Secretary.

Na série, Téa Leoni se torna Secretária de Estado dos EUA inesperadamente e precisa descobrir como equilibrar seu novo cargo com a vida familiar.

A 5ª temporada de Madam Secretary estreia no dia 7 de outubro nos Estados Unidos.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio