Plataforma de streaming da Apple será totalmente familiar, “sem sexo e violência”

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A Apple está prestes a entrar no mundo das plataformas de streaming com produções próprias. Ao que parece, a empresa quer entrar em um segmento bem definido.

Uma nova reportagem do Wall Street Journal dá conta de que a plataforma da maçã será voltada completamente para o conteúdo familiar. Ao que tudo indica, a ideia é não apresentar produções que contenham violência ou sexo.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O jornal publicou na íntegra anotações que o presidente da empresa, Tim Cook, fez no roteiro do drama Vital Signs, que seria a primeira produção original da plataforma. A história seria baseada na vida de Dr Dre. O roteiro do seriado trazia cenas envolvendo o consumo de drogas e também orgias em mansões.

“É muito violenta, o Senhor Cook disse para o executivo da Apple Music Jimmy Iovine, afirmando que as pessoas precisam se familiarizar com os planos de entretenimento da Apple. A Apple não pode mostrar isso”, escreveu a publicação.

Vital Signs | Apple cancelou série de Dr. Dre por cenas com uso de drogas e orgia

Ao que parece, sexo e violência não serão os únicos temas proibidos na plataforma. A publicação adiantou que a série encomendada com M. Night Shyamalan teve um pedido específico.

“Não pode apresentar imagens de crucifixos, nem tocar em assuntos políticos e religiosos”, informou a reportagem.

Outras produções originais da futura plataforma estão passando por problemas por conta da regra. O reboot de Amazing Stories teria até trocado de showrunner por conta dessa política interna.

Apple deixou claro, dizem produtores e agentes, que quer produções de alta-qualidade com estrelas e apelo amplo, mas sem sexo, violência e profanidade”, destacou o jornal.

As séries da Apple seguem sem previsão de estreia.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio