Cody Fern não sabia que estava interpretando o todo poderoso Michael Langdon uma semana antes do início das gravações de American Horror Story: Apocalypse. Quando percebeu que esse seria o seu personagem, o ator passou a acreditar que ele não é realmente do mal.

Para Variety, o ator argumentou os motivos de acreditar que o seu anticristo, enviado para destruir o mundo, tem na verdade boas intenções.

“Eu acho que há diferentes categorias do mal: há a crueldade, a destruição, e você olhe para o mal da sociedade de hoje, você vê coisas como estupro, roubo, assassinato – há muitas camadas do que é o mal. E eu acho que uma coisa que Langdon tem, que vocês vão reconhecer, e a escolha que eu realmente quis centrar nele, é que ele não gosta de destruição. Langdon pensa sobre a criação”, explicou Cody Fern.


American Horror Story: Apocalypse | Série retorna para onde tudo começou em trailer do 6º episódio

Para a estrela da nova temporada, a ação vista como ruim do anticristo é justificada.

“Quando todo mundo pensa que ele quer a destruição total do planeta, ele sabe que através da destruição total é que algo melhor irá florescer. E o mundo virou um lugar em que há muito ódio, muita guerra, muito crime – todo mundo trai todo mundo, há inveja, há ganância, há raiva – e, claro, ele é o filho do diabo, absorvendo tudo e imaginando que há um novo jeito. E se há a imagem de Deus – isso é como Langdon pensa – ele então precisa levar as pessoas por esse caminho…”, indicou ainda o ator.

American Horror Story: Apocalypse é exibida às quartas-feiras nos EUA e chega ao Brasil, tanto pelo canal FX quanto pelo Fox App, no dia seguinte. Abaixo, há um trailer do episódio que será exibido nesta quinta (11):