Criador de Mad Men nega novamente acusações de roteirista: “Não me lembro de ter dito aquilo”

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Após quase um ano das acusações de crimes sexuais feitas contra Matthew Weiner, o criador de Mad Men voltou a se pronunciar. Dessa vez, o chefe da série afirma nem se lembrar do que teria dito para a roteirista Kate Gordon.

“Eu realmente não disse aquilo. Não estou afirmando de que não é impossível que eu disse, mas não me lembro de ter dito aquilo. As alegações não são verdadeiras”, escreveu Weiner na Vanity Fair.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

De acordo com a própria Kate Gordon, quando ela trabalhava com Weiner na série, ele teria pedido para vê-la nua, e ainda teria dito que a roteirista devia isso a ele. A roteirista negou o pedido impróprio e acabou sendo demitida da série.

The Romanoffs | Nova série do criador de Mad Men ganha trailer cheio de tensão

“Eu não consigo imaginar um cenário onde eu teria dito aquilo. O que eu consigo ver é que era 10 anos atrás e eu não disse isso. Quando alguém diz o que você disse – como essa experiência – eu não lembro de ter dito algo. Eu nunca me senti daquele jeito e nunca agi daquele jeito com Kate”, defendeu-se o criador de Mad Men.

Logo após as acusações, ainda em 2017, Weiner passou a fazer parte da lista de acusados sexuais dos Estados Unidos. Atualmente, o criador de Mad Men está divulgando a sua nova série, The Romanoffs.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio