O processo movido pelo Templo Satânico contra a Netflix e a Warner Bros, devido à utilização de um estátua de Baphomet na série O Mundo Sombrio de Sabrina, foi resolvido por conciliação sem precisar chegar aos tribunais.

O Mundo Sombrio de Sabrina | Ator ensina de forma sexy como temperar peru em vídeo hilário da Netflix

A Warner Bros confirmou o acordo mas não emitiu nenhuma declaração detalhada. Stuart de Haan, advogado da entidade religiosa, divulgou nota para o site The Hollywood Reporter sobre a conclusão do caso.


“O Templo Satânico está feliz em anunciar que o processo recentemente movido contra a Warner Bros e a Netflix foi resolvido amigavelmente. Os elementos únicos da estátua de Baphomet serão creditados nos episódios que já foram filmados. Os demais termos do acordo estão sob cláusula de confidencialidade”, afirmou o advogado.

Baphomet é um personagem mitológico com cabeça de bode e corpo de homem, adorado por religiões de matriz satanista e símbolo do Templo Satânico.

Vale lembrar que o Templo Satânico é uma religião ateia. Os membros dessa denominação não adoram o demônio propriamente dito, só utilizam seus símbolos e iconografia como sinal de revolta contra a hipocrisia cristã.

O Mundo Sombrio de Sabrina é uma releitura dark da origem e das aventuras de Sabrina, a Aprendiz de Feiticeira. Uma história de transição entre a adolescência e a vida adulta, a série apresenta elementos de terror, ocultismo, e, é claro, muita bruxaria.

Seguindo a linha de clássicos como O Bebê de Rosemary e O Exorcista, esta adaptação mostra uma Sabrina que luta para conciliar sua natureza dupla – meio bruxa, meio mortal – enquanto combate as forças do mal que ameaçam a sua própria vida, a de sua família e o mundo habitado pelos humanos.

Todos os episódios da primeira temporada já estão disponíveis na Netflix e a segunda temporada já está confirmada.

A segunda temporada de O Mundo Sombrio de Sabrina ainda não teve sua data de estreia revelada. O especial de fim de ano estreia em 14 de dezembro.