Facebook permitiu que Netflix acessasse dados privados de usuários da rede social, afirma jornal

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O The New York Times soltou uma bomba no mundo da tecnologia nesta quarta-feira (19). O jornal teve acesso a documentos que apontam um acordo de troca de dados do Facebook com outras empresas conhecidas, como Netflix, Microsoft e Spotify.

O jornal publicou uma matéria garantindo ter centenas de documentos internos do Facebook comprovando a ação da empresa de Mark Zuckerberg. É afirmado que Netflix e Spotify puderam ter acesso às mensagens privadas dos usuários da plataforma.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Enquanto isso, a Microsoft teve acesso às pesquisas de amigos, a Amazon aos contatos pessoais e o Yahoo, o envio de publicações a amigos dos usuários. O diretor de privacidade do Facebook, Steve Satterfield, afirma que nenhuma das parcerias violaram leis, mas admitiu que a situação não é a desejada.

Presidente da Disney+ afirma que retorno da séries da Marvel canceladas pela Netflix é uma possibilidade

“Nós vamos ter que reconquistar a confiança das pessoas. Proteger informações das pessoas requer times fortes, melhor tecnologia e políticas mais claras, e é onde nós estivemos focados em 2018”, declarou o executivo ao jornal.

Esse não é o primeiro escândalo envolvendo vazamentos de dados do Facebook. Mark Zuckerberg é acusado por outras nações, como o Reino Unido, de usar inapropriadamente as informações dos usuários da plataforma.

As empresas como Netflix, Spotify e Microsoft ainda não responderam à publicação.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio