O atual presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ficou muito famoso na TV norte-americana por apresentar o reality show O Aprendiz, que rendeu altos índices de audiência por muitos anos, mas nem todos da equipe de produção aprovavam o estilo imprevisível de Trump.

Em um artigo publicado pela New Yorker, o editor Jonathan Braun, que trabalhou nas seis primeiras temporadas de O Aprendiz, contou que Donald Trump não tinha critérios de avaliação dos participantes, escolhendo quem seria “demitido” aleatoriamente.

No programa, um grupo de executivos competia por uma posição em uma das empresas do apresentador e produtor do programa, Donald Trump.


Christian Bale revela encontro divertido com Donald Trump: “Ele achava que eu era Bruce Wayne”

Naturalmente, imaginava-se que a permanência dos participantes dependia de sua eficiência nos desafios que eram estipulados, mas parece que este não era o caso, já que Trump simplesmente escolhia quem gostava menos para eliminar.

Produtora de O Aprendiz, Katherine Walker contou à revista que o programa precisava ser editado para parecer mais coerente. “Editávamos para que parecesse o melhor de si. Tenho certeza que Donald pensava que jamais seria editado”, admitiu.

A edição é descrita como uma espécie de “engenharia reversa”: ainda que o concorrente eliminado tivesse bom desempenho nos desafios, ele acabava sendo eliminado por Trump, forçando os editores a encontrar maneiras de manipular as gravações de modo que parecesse que tivesse feito algo de errado.

Vingadores: Ultimato | Saturday Night Live compara trailer do filme com governo de Donald Trump

No Brasil, o programa foi exibido no antigo canal People + Arts até sua sétima temporada, mas hoje é transmitido pela Sony Entertainment Television.

Com Donald Trump assumindo o comando da Casa Branca, o ator e ex-governador da Califórnia, Arnold Schwarzenegger, acabou sendo escolhido para substitui-lo como apresentador.