Publicidade

Conversando com um Serial Killer: Ted Bundy | Série documental da Netflix possui conexão com Mindhunter

Publicado por Alexandre Guglielmelli

29/01/2019 15:42

A série documental Conversando com um Serial Killer: Ted Bundy estreou na Netflix semana passada, e já está fazendo o maior sucesso com fãs de histórias criminais. O que muitos espectadores não perceberam é uma pequena conexão entre a produção e Mindhunter, outra série sobre serial killers da plataforma.

Extremely Wicked, Shockingly Evil, and Vile | Sobrevivente de Ted Bundy reage à escolha de Zac Efron para o papel do serial killer

Como Bundy era uma pessoa extremamente carismática e sedutora, e mesmo assim um assassino em série, sobrou para uma recém criada agência do FBI investigar os padrões de comportamento e personalidade do criminoso, com o objetivo de ajudar na análise de futuros casos.

O órgão responsável pela análise foi a Unidade de Ciência Comportamental, cuja criação é o foco da série Mindhunter.

Na série baseada em fatos reais, foram reproduzidas e interpretadas famosas conversas com outros serial killers, como Ed Kemper, Monte Rissell e Richard Speck.

Foi em um interrogatório com Bill Hagmaier, um dos agentes da Unidade de Ciência Comportamental que Ted Bundy confessou o assassinato de 30 mulheres entre 1973 e 1978.

Os vídeos originais dessas conversas fazem parte da nova série documental da Netflix, que já está disponível na íntegra na plataforma.

A segunda temporada de Mindhunter deve estrear na Netflix esse ano.

Publicidade