Autor do livro que deu origem à série Deuses Americanos, Neil Gaiman influenciou diretamente na demissão dos criadores do programa de TV, Bryan Fuller e Michael Green, de acordo com o Hollywood Reporter.

Citando fontes anônimas, o site menciona que Gaiman entrou em conflito com Fuller e Green sobre o rumo de Deuses Americanos, deixando claro que não aceitaria as decisões que teriam afastado a segunda temporada de uma adaptação mais direta de seu romance, publicado em 2001.

Em paralelo, Fuller e Green brigavam com os produtores da Fremantle Media, exigindo um orçamento maior para a segunda temporada.


Com Neil Gaiman extremamente insatisfeito e os investidores se recusando a oferecer mais dinheiro, o canal Starz acabou optando por demitir Fuller e Green.

Deuses Americanos gira em torno de Shadow Moon (Ricky Whittle, de The 100), ex-vigarista que agora serve como segurança e companheiro de viagem para o Sr. Wednesday (Ian McShane), um homem fraudulento – que na verdade é a encarnação do deus nórdico Odin – com uma missão: reunir forças para lutar contra os novos deuses.

Deuses Americanos perde mais um showrunner

Pablo Schreiber (Mad Sweeney), Jonathan Tucker (Low-Key Liesmith), Emily Browning (Laura Moon), Omid Abtahi (Salim), Crispin Glover (Mr. World), Orlando Jones (Mr. Nancy), Demore Barnes (Mr. Ibis), Dane Cook (Robbie) e Jeremy Davies (Jesus Cristo) completam o elenco.

A segunda temporada de Deuses Americanos chegará em 2019.