A era da Marvel na Netflix está prestes a acabar. Em 2018, de uma vez só, Punho de Ferro, Luke Cage e Demolidor foram canceladas. Com isso, espera-se que O Justiceiro e Jessica Jones também tenham o mesmo destino logo depois que lançarem as novas temporadas – segunda e terceira, respectivamente.

Rumores dão conta de que houve um desentendimento entre Netflix e Disney, dona dos direitos da Marvel e que está prestes a lançar um serviço de streaming próprio. No entanto, na opinião do portal Screen Rant, o grande motivo do cancelamento em massa tem um nome bem claro: Os Defensores.

Em artigo opinativo, o portal acredita que as séries da Marvel e Netflix foram pensadas unicamente para a formação do grupo. É basicamente o mesmo que acontece nos cinemas, onde cada herói se junta no longa dos Vingadores.


No entanto, a série de oito episódios acabou sendo um fracasso de crítica e público. Para o Screen Rant, a série decepcionou em pontos básicos, como não dar um motivo para os heróis se unirem e ter novamente A Mão como vilã. A organização havia aparecido em Punho de Ferro e Demolidor, anteriormente.

Demolidor | Charlie Cox apoia petição para Marvel salvar a série

O site também notou que após Os Defensores, as séries da Marvel e Netflix começaram a perder espectadores. A plataforma de streaming não divulga os dados de audiência, mas através da Jumpshot, o Screen Rant garante que as séries foram perdendo o destaque desde a união dos heróis.

Por conta disso, aos olhos do site, Os Defensores e as séries da Marvel não conseguiram provar ser algo que vale o investimento ou o tempo da plataforma de streaming.

Além disso, foi notado que todas as tramas se perderam após o fracasso do crossover. A terceira temporada de Demolidor e as segundas temporadas de Luke Cage, Punho de Ferro e Jessica Jones não conseguiram dar um novo caminho para o universo da editora na televisão.

No momento, as séries da Marvel seguem disponíveis no catálogo da Netflix.