Após o movimento #MeToo e o debate generalizado sobre os problemas de gênero de Hollywood, diversas produções estão apostando no trabalho dos coreógrafos de intimidade para proteger a dignidade dos atores em cenas de nudez e sexo. Em Sex Education, nova série da Netflix, não foi diferente.

Sex Education | Série da Netflix contou com coreógrafa de intimidade para as cenas de sexo

Em entrevista ao site Digital Spy, o elenco da série abriu o jogo sobre as sessões com a coreógrafa e sobre o que acontece durante o famoso laboratório de intimidade.


“Essa parte envolveu muitas conversas, discussões sobre nossas experiências passadas e a filmagem das cenas íntimas. Nós aprendemos a estabelecer contato físico com nossos companheiros de cena, falamos sobre consentimentos e tivemos muitas conversas interessantes sobre isso. Depois, nós tentávamos imitar os rituais de acasalamento das lesmas”, contou Ncuti Gatwa.

Emma McKay, a Maeve, também comentou sobre suas experiências.

“A segunda parte foi bem ‘escola de teatro’. Se alguém visse uma mosca na parede, teriam dito ‘O que é isso?’. O negócio das lesmas foi bem legal na verdade, elas se entrelaçam e se transformam em uma só”, afirma a atriz.

A série vai seguir um jovem virgem, Otis Thompson (Butterfield), que vive com sua mãe, uma terapeuta sexual (Anderson). Mesmo nunca tendo feito sexo, a especialidade de sua mãe faz de Otis um expert no assunto, sendo consultado por seus colegas com dúvidas sobre a sexualidade humana.

Assim, Otis, se junta com um amigo esperto para criar uma “clínica clandestina” que provem educação sexual para adolescentes. Laurie Nunn, uma roteirista novata, foi quem criou a premissa. Ben Taylor (Catastrophe) é o diretor.

Sex Education estreia na Netflix em 11 de janeiro.