Ted Bundy | Série da Netflix revela que serial killer inspirou O Silêncio dos Inocentes

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A Netflix está em exibição com a série documental Conversando com um serial killer: Ted Bundy, que traz mais um pouco da história de um dos assassinos em série mais brutais dos Estados Unidos. No verão de 1973, Ted Bundy foi responsável pela morte de mais de 30 mulheres.

Com a nova produção é revelado que Ted Bundy possivelmente foi uma das inspirações para o livro O Silêncio dos Inocentes, de Thomas Harris, que logo depois, em 1991, virou um filme com Anthony Hopkins e Jodie Foster. Na história da ficção, o assassino Buffalo Bill utiliza muitos métodos do serial killer da vida real.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Para enganar as vítimas, Ted Bundy usava estratégias que envolviam algumas peças. Geralmente, o assassino simulava uma lesão ou até mesmo que o seu carro estava quebrado. Depois de ganhar a confiança delas, as levava para o seu carro e depois as acertava pelas costas. Os assassinatos aconteciam momentos depois.

O fato nunca se tornou, de fato, público. Mas, Thomas Harris esteve presente no julgamento de Ted Bundy. Além disso, há informações de que o assassino em série recebeu, na prisão, uma cópia do livro Dragão Vermelho, de 1981, que introduz o personagem Hannibal Lecter, de Anthony Hopkins nos cinemas.

Além de Ted Bundy, condenado a cadeira elétrica em 1989, o escritor parece ter se inspirado em outros dois assassinos. Buffalo Bill, vivido nas telonas por Ted Levine, também tinha o hábito de esconder as vítimas em um porão, para poder se alimentar delas.

Extremely Wicked, Shockingly Evil, and Vile | Zac Efron é o serial killer Ted Bundy em primeiras fotos do filme

Os assassinos em série conhecidos por essas práticas foram Ed Gein, ainda da década de 40, e Gary M. Heidnik, que manteve seis prisioneiras em seu porão, entre 1986 e 1987. Hannibal Lecter, que serve de conselheiro para o FBI em O Silêncio dos Inocentes, também possui traços dos assassinos.

É também conhecido que Thomas Harris fez uma longa entrevista com John E. Douglas, analista do FBI que entrevistou Ted Bundy para traçar um perfil dos assassinos em série.

Até mesmo a trama de O Silêncio dos Inocentes pode ter sido baseada em trechos da vida de Ted Bundy. Na vida real, o assassino em série foi conselheiro do FBI para pegar Gary Ridgway, que ficou conhecido como o Matador de Green River. Ridway pode ter assassinado mais de 90 mulheres.

Conversando com um serial killer: Ted Bundy está disponível na Netflix.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio