Empire | Investigado por orquestrar ataque, Jussie Smollett é cortado da série

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Investigado pela polícia por supostamente ter orquestrado um ataque contra si próprio, Jussie Smollett está sendo cortado de Empire.

De acordo com o Deadline, a série está excluindo todas as cenas que Smollett havia gravado de modo que seu personagem não apareça mais até o caso ser resolvido, o que é controverso porque muitos envolvidos com o programa haviam declarado apoio ao ator.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Empire está gravando novos episódios atualmente, mas a presença de Jussie Smollett nos bastidores não é esperada, até mesmo porque o ator ainda terá que dar novos depoimentos à polícia.

Showrunner de Empire apoia Jussie Smollett após ator ser acusado de orquestrar ataque

Na última semana, o ataque sofrido por Jussie Smollett, da série Empire, ganhou uma reviravolta após ser divulgado pela polícia de Chicago de que o ator teria orquestrado seu próprio ataque para que não fosse afastado do elenco do programa, já que os produtores supostamente consideravam pôr um fim em seu personagem.

De acordo com o site CNN, os dois suspeitos testemunharam que foram contratados pelo ator e amigos próximos aos dois garantem que eles são anti-Trump e pró-LGBTS. Apesar dessas possíveis evidências, muitas pessoas continuam a apoiar Jussie, inclusive Brett Mahoney, showrunner de Empire.

Brett declarou seu apoio ao astro nesta segunda-feira, dia 18, em seu Twitter. Respondendo as alegações contra Jussie, o produtor afirmou: “Eu acredito e apoio Jussie Smollett. Mantenha sua cabeça erguida.”

O caso ocorreu no último dia 28 de janeiro. Jussie Smollett estava deixando um restaurante quando dois suspeitos se aproximaram e começaram a gritar palavras de baixo calão, de cunho racista e homofóbico. Depois, eles agrediram o ator com socos.

Jussie Smollett, de Empire, está “devastado” após ser acusado de orquestrar ataque

Em certo ponto, os autores do crime chegaram a enrolar uma corda no pescoço de Jussie Smollett, fazendo referência aos linchamentos de negros que aconteciam nos Estados Unidos até os anos 60. Nesse momento, também jogaram alvejante na vítima, que ficou com uma costela fraturada.

Os agressores usavam máscaras de esqui durante o crime, por isso, as identidades ainda não foram descobertas. Além disso, os policiais revelaram que Jussie Smollett havia recebido uma carta com ameaças oito dias antes do crime. No canto do envelope aparece a sigla MAGA (Make America Great Again, o slogan de Donald Trump).

Jussie Smollett assumiu sua sexualidade publicamente em 2015, em uma entrevista com Ellen DeGeneres. A polícia continua investigando o caso como crime de ódio.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio