Em uma semana, Shadowhunters terá os dois episódios finais exibidos nos Estados Unidos. Para o Digital Spy, Kimberly-Sue Murray prometeu que os fãs podem esperar “muitas reviravoltas e mortes”.

Por conta disso, a atriz, que vive a Rainha Seelie, comparou a trama final com “um episódio de Game of Thrones”. A série de George R.R. Martin ficou conhecida por matar personagens importantes em reviravoltas chocantes.

“Oh Meu Deus, é muito grande. O fato de que tem duas horas e meia – filmar tudo foi incrível. Eu acho que é um sentimento duplo em chegar ao final. Mas, da maneira como eles fizeram, é grandioso. Eu acho que os fãs vão pirar”, garantiu a atriz.


Kimberly-Sue contou que o sentimento dos capítulos finais é o de que “ninguém está seguro”.

“É como um episódio de Game of Thrones, onde você se pergunta, ‘Quem está seguro? Nós não sabemos. Quem está?’. Você pode fazer qualquer coisa e eu acho que eles pensaram dessa forma. Mal posso esperar para ver a reação dos fãs”, declarou a famosa.

“Na primeira parte do final da série, Clary inventa um plano para juntar os Shadowhunters e os Downworlders. Alec luta para ajudar Magnus”, afirma a sinopse de Alliance.

“Na segunda parte do final da série, Jonathan começa seu reino de terror e os Shadowhunters tentam encontrar uma maneira de derrotá-lo. Clary precisa fazer um sacrifício que tratá reflexos importantes para todos. Enquanto isso, sinos de igreja batem para o casamento de um casal especial”, expõe a sinopse de All Good Things, o episódio final da série.

Ambos os episódios vão ao ar no dia 7 de maio.

No Brasil, a última parte da terceira temporada de Shadowhunters será lançada pela Netflix, mas o serviço de streaming ainda não confirmou qualquer data, ainda que se espera que o lançamento seja simultâneo aos Estados Unidos. Shadowhunters é baseada na série literária Os Instrumentos Mortais, de Cassandra Clare e Joshua Lewis.

Os episódios finais de Shadowhunters estão em exibição nos EUA.