Game of Thrones surpreendeu com o final intenso de “The Last of the Starks”, quarto episódio de sua temporada final.

Em entrevista para a Variety, o diretor David Nutter destrinchou algumas peças dessa cena marcante, destacando as intenções de Daenerys Targaryen e Cersei Lannister.

“A determinação dela se torna mais clara. Quando ela conversa com Varys na sala do mapa de Pedra do Dragão, ela está tão calma e relaxada, como se tivesse acertado tudo. Havia uma calma ali que eu achei importante. Mas quando você a vê no quarto de Jon Snow, ela perde isso para tentar impedir que o segredo dele se espalhe. O que foi mais incrível para mim foi a performance de Emilia Clarke no final do episódio, em que o ódio se forma no rosto dela de forma que você nunca viu antes nessa personagem. Você vê a determinação do que vem a seguir, e é assustador”, explica Nutter.


“É tudo sobre manter sua posição. É sobre sobrevivência. Ela fará tudo para sobreviver. Ela passou um tipo com nosso amigável capitão do navio, Euron, e ela fará o que for preciso para sobreviver. O que realmente mexe com ela no final é o Tyrion lembrando que ela não é um monstro, mas sim uma mãe. Isso quase a derruba, mas ela segue em frente fazendo o que sente ser certo”, diz o diretor.

Além da oitava e última temporada, a HBO já está planejando a produção de série derivadas de Game of Thrones, uma delas estrelada por Naomi Watts, ainda sem data de estreia.

A temporada final de Game of Thrones está em exibição na HBO.