Tom Ellis, o protagonista de Lucifer, está ainda comemorando o fato da série ter sido salva pela Netflix. Em entrevista ao The Hollywood Reporter, o ator elogiou bastante a plataforma de streaming.

O astro lembrou que não podia deixar a história de Lucifer acabar na 3ª temporada. Naquele momento, Chloe (Lauren German) descobriu a verdadeira face do Diabo.

Além de ter salvo a série de um final que irritaria os fãs, a Netflix ainda é responsável por dar mais liberdade à Lucifer.


“Nós não podíamos ir longe na Fox. Nós não podíamos forçar muito. Não podíamos ser vulgares. Não podíamos xingar. Não podíamos mostrar o corpo. Era seguro, mas um pouco só safado para o público. E era parte do charme. E isso é Lúcifer. Ele é insolente, sugestivo. A Netflix sabia o que queria. Nós não queríamos mudar muito em detrimento com tudo isso, mas o que fizemos em algumas áreas foi passar dos limites um pouco. Espero que faça as pessoas rirem”, afirmou o ator.

A temporada, que é a primeira na Netflix, será lançada toda de uma vez, assim como outras produções da plataforma. Além disso, terá 10 capítulos, a metade de episódios que Lucifer tinha na FOX, uma emissora tradicional.

Lucifer havia sido cancelada pela FOX, mas ganhou uma segunda chance na Netflix. Todas as três temporadas anteriores já estão disponíveis na plataforma de streaming.

A 4ª temporada de Lucifer está disponível na Netflix.