Cuidado! Contém SPOILERS de Manto e Adaga e Vingadores: Ultimato!

Após um grande evento da Marvel nos cinemas, como Vingadores: Ultimato, fãs querem saber como as séries lidarão com a trama. Em Manto e Adaga, isso simplesmente não acontece.

No sexto episódio da 2ª temporada, nada muda para série. Manto e Adaga ainda nem chegaram aos eventos de Vingadores: Guerra Infinita. Apenas algumas referências a Thanos são feitas.


Ou seja, a série não perde metade do elenco – por conta do estalar de Thanos, e parece que não pulará para 2023, como Vingadores: Ultimato fez com a linha do tempo dos filmes da Marvel. Porém, Manto e Adaga lida de maneira interessante com a conexão com o Universo Cinematográfico.

O sexto capítulo se passa na cabeça de Tandy Bowen (Olivia Holt). No Twitter, o criador Joe Pokaski garante que a intenção não era de se conectar com Vingadores: Ultimato. O episódio mostra diferentes versões de vidas para Tandy – como linhas do tempo alternativas.

Os poderes de Andre Deschaine (Brooklyn McLinn) alimentam essas visões para Tandy. Porém, na 3ª temporada, essa trama pode ganhar outros traços.

Como se sabe, Vingadores: Ultimato cria realidades alternativas no Universo da Marvel. Sem querer, Manto e Adaga ganha uma grande conexão com os filmes.

Manto e Adaga mostra a história dos dois heróis juvenis que se apaixonam, ao mesmo tempo que conhecem também seus poderes.

Criada por um dos roteiristas de Heroes, Joe Pokaski, a produção conta ainda com Aubrey Joseph sendo Tyrone Johnson, o Manto.

A 2ª temporada está em exibição nos EUA.

Enquanto isso, no Brasil, o canal Sony transmitiu a 1ª temporada de Manto e Adaga, e provavelmente exibirá nos novos episódios em 2019.