Cuidado! Contém SPOILERS de Game of Thrones!

O final de Game of Thrones foi criticado por conta da trama escolhida para Cersei e Daenerys, duas personagens femininas fortes. A primeira morreu em um desmoronamento e a segunda se transformou na Rainha Louca, assassinada por Jon Snow.

Agora, o projeto BBC 100 Women fez um levantamento, através da empresa Ceretai, durante as oito temporadas da série. Os números mostram que há uma desigualdade de espaço entre mulheres e homens em Game of Thrones.


Os personagens masculinos falam durante 75% do tempo total do seriado, enquanto as figuras femininas ficam com o restante. A HBO ainda não se pronuncia sobre a pesquisa.

Como comparativo, as mulheres tiveram 24% das falas na primeira temporada, alcançando quase 33% na sétima. Já a temporada final, que terminou no domingo, 19, foi uma das que teve um dos menores índices.

A BBC 100 Women lembrou que o levantamento tem precisão de 85%, mas é nítida a diferença do tempo de homens e mulheres em Game of Thrones.

Com o número, Game of Thrones não conseguiu bater a média de 900 produções da cultura popular, em que as mulheres possuem 30% das falas. Esse outro levantamento foi feito pela Universidade de Annenberg, dos EUA, em 2017.

Por curiosidade, dentro desse quesito, o líder do ranking foi Tyrion Lannister com 1,3 mil falas durante toda a série.

Game of Thrones chegou ao fim após oito temporadas. A série terá derivadas na HBO, com previsão de estreia da primeira produção para 2020.