As verdades e mentiras de Olhos Que Condenam, minissérie da Netflix

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

CONTÉM SPOILERS

Em Olhos Que Condenam, nova minissérie de sucesso da Netflix, os detalhes são muito incrédulos, mas, ao mesmo tempo, a emoção é muito intensa, fazendo tudo parecer razoável.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Enquanto assistimos, nos perguntamos se tudo aconteceu como foi retratado. Então, o que é verdade e o que é ficção de Hollywood? Aqui, analisamos algumas dessas maiores questões em Olhos Que Condenam.

Vale lembrar que, para toda essa checagem de fatos, nos baseamos nos detalhes do caso que foram divulgados ao público e em depoimentos dados no documentário The Central Park Five, de 2012.

VERDADE: Na noite em que Trisha Meili foi estuprada no Central Park, em 19 de abril de 1989, policiais chamaram os rapazes (inocentes), incluindo Kevin, de “animais”.

MENTIRA: Raymond Santana tinha ido ao parque com seus amigos só porque estava com vontade de dar um passeio. Na verdade, ele foi forçado pelo pai.

VERDADE: Linda Fairstein (Felicity Huffman) viu um conjunto de marcas de arrastamento do corpo da vítima no Central Park.

VERDADE: Os meninos foram deixados para testemunhar aos policiais sem pais ou advogados presentes.

MENTIRA: Os detetives viram Korey Wise com Yusef na rua e os abordaram. Na realidade, eles já os estavam seguindo há mais tempo.

VERDADE: A mãe de Yusef contratou um advogado sem absolutamente nenhuma experiência criminal.

VERDADE: O pai de Antron (interpretado por Michael K. Williams) ficou tão abalado e afligido pelo caso que acabou abandonando sua família.

VERDADE: Donald Trump, hoje presidente dos Estados Unidos, gastou US$ 85 mil em quatro anúncios em jornais pedindo que a pena de morte fosse aplicada nos jovens, que viriam a ser inocentados.

QUESTIONÁVEL: Raymond Santana sempre declarou que nunca cometeu nenhum crime no parque, e mais tarde voltou para a prisão por acusações de delitos com drogas depois que foi exonerado pelo caso de estupro.

VERDADE: A mãe de Yusef usava uma camiseta proclamando a inocência de seu filho durante os procedimentos nos tribunais.

VERDADE: Korey teve uma irmã trans que foi assassinada.

VERDADE: Linda Fairstein recusou-se a reconhecer que errou em sua acusação, apesar das provas contundentes de que os jovens eram inocentes e de uma confissão do verdadeiro criminoso.

Olhos Que Condenam já está disponível na Netflix.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio