Um dos episódios da quinta temporada de Black Mirror quase se tornou algo bem diferente, como revela um dos criadores da série de antologia.

Em entrevista para o The Wrap, Charlie Brooker comentou que o conceito inicial de um dos episódios quase resultou em uma trama que envolvia um “VR musical de Grease”.

“Geralmente em Black Mirror, há duas ideias em colisão. E por incrível que pareça, estávamos discutindo uma ideia de história em que era um exercício de equipe em um escritório, uma empresa decide iniciar um exercício para colocar todos os membros doe escritório em uma simulação VR para organizarem uma peça musical”, revela Brooker.


“A ideia era fazer algo como Grease. Seriam pessoas em um escritório montando Grease, mas a brincadeira seria que as identidades são embaralhadas e você não sabe quem é quem. Então eu poderia ser Olivia Newton-John e você poderia ser o John Travolta. E, crucialmente, não saberíamos quem é quem no escritório”, explica.

No fim, essa ideia acabou evoluindo para o que vemos no episódio Striking Vipers, que surgiu após inspiração na franquia de games Tekken.

Os capítulos da quinta temporada de Black Mirror são Striking Vipers, com Anthony Mackie; Smithereens, estrelando Andrew Scott; e Rachel, Jack and Ashley Too, com Miley Cyrus como protagonista.

O elenco da nova temporada tem ainda outros nomes conhecidos, como Yahya Abdul-Mateen II, Topher Grace, Damson Idris, Nicole Beharie, Pom Klementieff, Angourie Rice, Madison Davenport e Ludi Lin.

A quinta temporada de Black Mirror já está disponível na Netflix.