Criador de Lost fala sobre críticas ao final de Game of Thrones

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O final de Game of Thrones neste ano foi um dos assuntos mais discutidos da cultura pop, com a maioria dos fãs criticando as decisões de D.B. Weiss e David Benioff na série de fantasia de George R.R. Martin.

Quem sofreu muito com a ira dos fãs foi Damon Lindelof, cuja conclusão de Lost ainda permanece como uma das mais criticadas da história da TV.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Durante o Television Critics Association, Lindelof falou sobre a recepção de Game of Thrones, e aproveitou para traçar um paralelo com o sua própria experiência com Lost.

“Você pode apenas se auto-identificar como fã e escrever essas coisas pra você mesmo a um nível que se conecte com outras pessoas. Se a sua intenção é de que todos vão amar, você não vai conseguir fazer esse trabalho… Quando os fãs se revoltam, eles têm uma abordagem fixa. Há uma crença empírica de que, ‘Ah, o final de Lost foi um lixo’, ou de que ‘Vamos iniciar uma petição para pedir X,Y e Z’. Não são todos os fãs. São alguns fãs. Estamos vivendo em uma cultura onde o pessoal online dita o que o Zeitgeist está dizendo”, explica Lindelof.

“Em Lost, os fãs exigiram coisas que eles queriam, mas eles também queriam ser surpreendidos, e isso me pareceu uma contradição. Eu não sei como resolver isso. Às vezes fico confuso com fan service, e isso é uma coisa boa. Se o fan service é bom ou ruim, meu trabalho ainda permanece para fazer algo que me agrade. Se eu acordasse toda manhã precisando tomar decisões criativas para deixar os fãs felizes, eu acho que não seria bem sucedido nessa tarefa”, revela.

Todas as temporadas de Game of Thrones estão disponíveis na HBO GO, enquanto Lindelof retorna à TV com sua adaptação de Watchmen, que estreia na emissora em outubro.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio