Robert Kirkman, o criador dos quadrinhos de The Walking Dead, está mediando um painel exclusivo na San Diego Comic-Con para falar sobre o futuro de sua carreira. Naturalmente, o destaque está na história de zumbis, que chegou ao fim de forma inesperada.

Outro ponto importante que Kirkman comentou foi sobre as diferenças entre a HQ e a série da AMC, até porque o personagem de Carl Grimes termina o quadrinho vivo, mas morreu na TV há alguns anos.

“Eu gosto que tudo seja diferente e eles mudem”, revela Kirkman.


“Eu definitivamente tenho conversas com Scott Gimple, onde eu falo, ‘Se perdemos isso, você perde isso’, mas ele diz, ‘Sim, aí nós ganhamos isso’. O público não pode ver isso, então pode ser difícil quando um personagem importante morre e não temos um plano”, explica o quadrinista.

“Mas eu mantenho que incentivei tudo, para melhor ou pior. Se você está bravo com algo que acontece na série, por favor fique bravo com Scott Gimple – mas eu tenho um pouquinho de culpa”, admite.

Os quadrinhos acabaram, mas a série da AMC continua a todo vapor, com The Walking Dead retornando à TV em 8 de outubro.