The Boys tem a sua própria versão (super cínica) do MCU

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

The Boys tem a sua própria versão, mesmo que cínica e para maiores, do MCU (sigla em inglês para Universo Cinematográfico da Marvel). Baseada nos quadrinhos de Garth Ennis e Darick Robertson, a série explora um outro lado de um mundo com super-heróis. E se esses superpoderosos começam a tirar vantagem de sua posição privilegiada?

Tudo isso acontece com a proteção de uma empresa chamada Vought, que transforma os heróis em símbolos para publicidade. A série, porém, sofreu algumas adaptações e dá indiretas para o MCU e também para a DC.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na série, os personagens decidem criar o VCU. Os executivos da Vought decidem que os heróis precisam ter uma rotina de perseguição contra as drogas juntos, “porque todo mundo adora uma união em equipe”.

O universo do VCU ainda vai mais longe. A executiva Madelyn Stillwell sugere construir um parque temático em Paris. Vale lembrar que o showrunner Eric Kripke já admitiu que a série continuará fazendo piadas com o MCU e também com a DC, ainda mais que muitos episódios da primeira temporada são inspirados nos filmes de O Homem de Aço, Liga da Justiça e outros.

Em The Boys, a história gira em torno do cruel Billy Butcher (Karl Urban), que recruta o jovem Hughie (Jack Quaid) para se juntar a um grupo de heróis que tem como objetivo vigiar e punir os poderosos membros do famoso grupo The Seven, além de Vought, um conglomerado multibilionário que encobre todos seus segredos.

Os Supes (como são chamados) do The Seven são comandados por Homelander (Antony Starr) ao lado de Starlight (Erin Moriarty), Queen Maeve (Dominique McElligott), A-Train (Jessie T. Usher), The Deep (Chace Crawford) e Black Noir (Nathan Mitchell).

The Boys está disponível na Amazon Prime. A série já foi renovada para uma 2ª temporada.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio