Supernatural: Sam e Dean mudaram o inferno para sempre; entenda

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A temporada final de Supernatural começou com um apocalipse, e “The Rupture” mostrou Sam, Dean, Rowena, Cas e Belphegor apresentando um plano para fechar o rasgo que leva ao Inferno e sugar todos os fantasmas para dentro. Dentro desse plano, Belphegor e Cas iam ao Inferno para encontrar um chifre que tem a capacidade de chamar de volta monstros para lá.

Então, Rowena, Sam e Dean usariam um feitiço para curar a própria ruptura, aprisionando tudo de volta para dentro. Enquanto eles finalmente conseguiram, as coisas não correram conforme o planejado, deixando Rowena e Belphegor ambos mortos.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Acontece que Belphegor estava traindo todos (chocante, visto que ele é um demônio!), e queria usar o chifre para atrair cada fantasma para si mesmo, dando-lhe seu poder e transformando-o em um deus. Ele conseguiu sugar a maioria deles, antes que Cas fosse capaz de detê-lo – usando seus poderes angelicais para destruir completamente Belphagor e o chifre.

Enquanto Rowena foi capaz de se sacrificar para concluir o plano, isso deixou o Inferno em caos – e com algumas grandes perguntas a serem respondidas. Em primeiro lugar: o que isso significa para os fantasmas e demônios?

O chifre foi originalmente descrito como capaz de controlar e chamar de volta todos os fantasmas, demônios e espíritos para o Inferno – mas parece que apenas os fantasmas próximos foram destruídos. Podemos assumir que isso é verdade porque levou tempo para eles serem atraídos de volta (com base na proximidade, presumivelmente), o que significa que ainda há muitos espíritos na Terra para os Winchester lutarem.

Isso também significaria que, enquanto qualquer demônio próximo foi destruído, qualquer demônio que estivesse longe o suficiente (ou potencialmente forte o suficiente para resistir a ele por um tempo) ainda está ativo. Também está claro para Belphegor e Ardat que os demônios liberados quando o Inferno foi aberto foram capazes de deixar a área (ao contrário dos fantasmas), então presumivelmente há muitos demônios extras vagando pela Terra agora.

Da viagem de Belphegor e Castiel ao Inferno, também ficou claro que o Inferno está essencialmente vazio – quase todos os demônios liberados parecem ter fugido, o que cria uma interessante situação para Supernatural. Embora o governante do inferno tenha mudado muitas vezes ao longo dos anos, sempre houve um, e Belphegor não seria o único demônio que queria assumir o comando.

É provável que os Winchester vejam uma luta pelo poder para assumir esse trono – e isso ficou mais complicado pelo fato de os demônios estarem saqueando os cofres do Inferno antes de partir. Um demônio sem nome foi visto com um anel poderoso que ele havia roubado – e enquanto esse demônio em particular foi morto, podemos assumir que outros demônios agora possuem outros itens mágicos do inferno, e os Winchester terão que descobrir o que e como destruí-los.

Por fim, o Inferno vazio deixa algumas perguntas sobre Adam, o irmão Winchester há muito perdido que foi deixado na Gaiola. Foi estabelecido que a porta da Gaiola se abriu com todo o resto quando Deus bateu em seu pé, mas não estava claro onde Adam estava.

Agora que o Inferno mostrou-se essencialmente vazio, e quaisquer almas próximas seriam sugadas e destruídas, é claro que Adam deve ter deixado o Inferno e chegado à Terra (como foi confirmado que ele retornará nesta temporada). Isso significa que os Winchester provavelmente o enfrentarão na Terra, e não no próprio Inferno, embora ainda não haja maneira de saber quando ou como Adam mudou, ou se Michael o está possuindo e se ele era um dos seres que estavam roubando coisas do Inferno.

Se ele era, isso pode torná-lo um dos inimigos mais fortes que os Winchester já tiveram que enfrentar.

Supernatural está em exibição com sua décima quinta temporada. No Brasil, o Warner Channel exibe o seriado.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio