Cuidado! Pode conter SPOILERS de Batwoman!

Com uma aparência que lembra o Coringa, a primeira vilã de Batwoman foi comparada ao icônico personagem da DC. Alice é até descrita por portais internacionais como uma versão feminina do Palhaço do Crime.

As similaridades entre os dois personagens não param por aí. A personagem de Rachel Skarsten também é obcecada por querer a destruição de Gotham e tem uma rivalidade com a Bat-Família.


A verdade, porém, é que os vilões são bem diferentes. Alice, nos quadrinhos, é a líder da Religião do Crime, um poderoso sindicato da cidade do Batman. Esses vilões levam as suas regras a partir da Bíblia do Crime, que vão muito além de apenas anarquizar Gotham.

Na série da Batwoman, a vilã continua com a mesma posição. No entanto, o seu grupo se chama Wonderland Gang – inspirada nas histórias de Lewis Carroll sobre Alice no País das Maravilhas, bem como a própria personagem da DC.

O grupo conta até com mais um personagem inspirado na clássica história: Chapeleiro Louco.

Dessa forma, aqui está a grande diferença entre os personagens. Alice tem objetivos – na série, o primeiro é derrubar a empresa de segurança de Jacob Kane. Tudo porque a vilã é, na verdade, Beth Kane, a irmã de Kate, a Batwoman.

Já o Coringa é conhecido por trazer o caos a Gotham, sem uma conexão profunda com o seu maior rival, o Batman.

Ao Cinema Blend, Skarsten até afirmou que não usa o Coringa como inspiração para o papel de vilã em Batwoman.

“Eu quis criar algo próprio. Não sou capaz de interpretar o Coringa como as pessoas fazem, mas eu posso interpretar Alice da maneira que eu faço, sabe?”, declarou a famosa.

Confira o visual da vilã abaixo.

Batwoman, protagonizada por Ruby Rose, está em exibição nos EUA.