O compartilhamento de senhas entre amigos e familiares é uma prática bastante comum quando se trata de plataformas de streaming e outras contas para entretenimento na internet.

A Aliança pela Criatividade e Entretenimento (ACE) – um grupo antipirataria com Warner Bros., Disney, Netflix, Sony e Paramount – anunciou recentemente sua intenção de agir contra pessoas que compartilham suas assinaturas.

Agora, novas informações vieram à tona sobre a grande quantidade de receita que a Netflix perde anualmente graças a várias pessoas se beneficiando de uma única conta.


Uma pesquisa realizada pela Magid para a CNBC sugere que 9% dos clientes compartilham suas senhas da Netflix.

Embora pareça inicialmente um número baixo, quando você leva em consideração a enorme base de assinantes, com 137 milhões de clientes, quase 10% equivale a 13,7 milhões de pessoas que não se inscreveram com a tarifa mensal básica de US$ 9,95 da Netflix.

No total, a plataforma de streaming está perdendo mais de US$ 135 milhões em assinantes mensais, ou US$ 1,62 bilhões anualmente.

A Netflix já se manifestou anteriormente que está trabalhando métodos para acabar com esse compartilhamento de contas (saiba mais aqui).

No entanto, não há um cronograma claro para tentar interromper a prática no momento, mas no futuro, atitudes serão tomadas.

Vale ressaltar que tentando visar que esse tipo de prática não aconteça, a Netflix oferece ao público um plano família para utilização de até 4 pessoas simultaneamente.

Netflix está disponível no Brasil com assinaturas mensais a partir de R$ 21,90.