Na semana desde seu lançamento no Netflix, The Witcher tem sido alvo de intensos debates nas redes sociais.

Apesar de a série estar sendo aclamada pelo público, alguns fãs dos romances de Andrzej Sapkowski criticaram alguns dos principais desvios do programa em relação ao material original, principalmente no que diz respeito à história de Geralt e Ciri.

Se o show tivesse adaptado os romances fielmente – principalmente o conto Sword of Destiny, cuja falta de fidelidade na série tem sido um dos alvos das críticas – Ciri não seria introduzida até a segunda temporada.


Explicação aos fãs

A showrunner Lauren S. Hissrich, no entanto, garantiu aos leitores que nenhuma das decisões criativas na sala dos roteiristas foi tomada sem haver muita discussão para que o melhor fosse escolhido.

“Eu ouvi vocês. E debatemos isso intensamente. Aqui está nossa lógica: adaptar as histórias curtas que eram importantes para a construção do mundo e, em seguida, adaptar sequencialmente as múltiplas reuniões de Geralt e Ciri no SoD (Sword of Destiny) significava que não introduziríamos Ciri até a segunda temporada (no mínimo)”, escreveu ela em seu Twitter.

A 1ª temporada de The Witcher já está disponível para todos os assinantes da Netflix.