Enquanto acontece em um universo inteiramente fictício no qual zumbis aterrorizantes e devoradores de carne dizimam a humanidade, The Walking Dead ainda gera incoerências factuais para alguns fãs.

Um erro, em particular, gira em torno do fato de vários personagens serem capazes de dirigir, apesar de vários anos em um mundo pós-apocalíptico, onde a gasolina não estaria prontamente disponível.

O buraco na trama de The Walking Dead gira em torno da vida útil da gasolina.


Um fã de The Walking Dead apontou no IMDb: “O combustível que eles estão usando em seus veículos, se fosse uma mistura de etanol, teria degradado significativamente em apenas 12 meses. E esse programa ocorre ao longo de vários anos, quando o combustível seria inutilizável e, no entanto, eles parecem usá-lo sem problemas.”

Segundo a empresa britânica de serviços automotivos RAC, o fã de The Walking Dead está, de fato, correto.

Fora da validade

A RAC diz: “Depois de colocar combustível em uma lata de jerry ou em outros contêineres, você só tem alguns meses antes que a qualidade comece a diminuir – ainda menos se o combustível estiver contaminado de alguma forma.”

“De um modo geral, a gasolina tem um prazo de validade de seis meses se armazenada em um recipiente fechado a 20 graus – ou apenas três meses se mantida em 30 graus.”

“Se o contêiner não estiver lacrado, você poderá mantê-la por ainda menos tempo.”

Portanto, a gasolina que abastece a motocicleta de Daryl (interpretada por Norman Reedus) certamente não funcionaria em The Walking Dead.

A décima temporada de The Walking Dead retorna em 23 de fevereiro de 2020.