O criador de Sherlock, Mark Gatiss, revelou como Benedict Cumberbatch, que interpreta o Doutor Estranho na Marvel, inspirou o novo programa da Netflix, Drácula.

A nova série estreou recentemente na Netflix, dando-nos uma boa olhada na abordagem de Gatiss e Steven Moffat sobre o clássico personagem de terror.

E enquanto Gatiss queria poder contar uma história absurda sobre como todas as ideias apareceram, a verdade é que ele foi inadvertidamente inspirado por uma imagem de Benedict Cumberbatch e sua sombra.


Em uma entrevista recente à revista Pilot TV, o co-criador de Drácula disse: “Bem, eu sei que o que dissermos agora será a história que contaremos nos próximos dez anos, então gostaria de fingir que estávamos em um balão de ar quente sobre Marrakech.”

“A verdade é que estávamos fazendo Sherlock, depois de dois dias de filmagem da primeira série, e tivemos que voltar para o Royal Television Society Awards.”

Ele continuou: “Eu tinha uma foto no celular de Benedict Cumberbatch em silhueta contra a porta da senhora Hudson e mostrei a Ben Stephenson, que na época era o chefe da BBC, dizendo que se parecia com Drácula. Ele então me perguntou se eu gostaria de fazer uma série sobre ele.”

Parceria de sucesso

Antes de Drácula, Mark Gatiss e Steven Moffat criaram Sherlock, com Benedict Cumberbatch interpretando o grande detetive (muito antes de ser o Doutor Estranho da Marvel). O ator Martin Freeman também foi destaque na série, vivendo Watson.

Em Drácula, o formato é parecido com Sherlock: temporada curta com episódios longos. No entanto, ainda não está claro se Drácula terá uma segunda temporada na Netflix.

Drácula está disponível na Netflix.