Com vídeo, Netflix lembra que série com “conteúdo maligno” já está disponível

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A série Messiah já está disponível na Netflix. Para lembrar aos assinantes, a plataforma de streaming divulgou um novo vídeo. Confira abaixo. 

Lançado em 1° de janeiro, o vídeo faz uma relação com tudo que foi buscado em 2019. Ao final, apresenta aquele que seria o novo Messias dentro da série. 

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Milhares de pessoas no mundo buscam por um salvador, por algo que dê esperança, por um Messias. Não faltam teorias sobre a sua segunda vinda na Terra. Não posso dizer que esse Messias voltou, mas posso anunciar que minha nova série original, Messiah, já está disponível.

Com a mesma intensidade que buscamos por algo, também duvidamos. Em Messiah, uma agente da CIA investiga uma figura carismática, cujos seguidores acreditam que faz milagres”, afirma a Netflix

A série é uma criação de Michael Petroni, estrelada por Mehdi Dehbi e Michelle Monaghan. 

Messiah causa polêmica 

Antes da estreia, a série da Netflix já causava grande polêmica para os fiéis do Islã. A produção é vista como uma propaganda contra a religião por esses internautas, muito por trazer um líder do Oriente Médio que levanta desconfiança do governo dos Estados Unidos. 

No site Change.org, petições para o cancelamento da série ou cancelamento de contas na Netflix começaram a surgir. A principal delas reúne mais de 4 mil assinaturas. 

Na descrição, os organizadores da petição afirmam que Petroni “mostra o dedo do meio para a religião”. “Devemos dar nosso dinheiro para usar em produções com conteúdo maligno como essa? Com a sua participação, se junte a nós para boicotar a Netflix”, afirma trecho da petição. 

Além disso, o documento afirma que Messiah faz relação com o conto islâmico do Dajjal. A conclusão é que isso transforma a série em “uma propaganda maligna e anti-islâmica”. 

Messiah pode ser conferida na Netflix

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio