Com a crescente concorrência nas plataformas de streaming, a Netflix, maior empresa do ramo, procura meios de se renovar para não perder público.

Mudanças

De acordo com o THR, pelo menos 15 pessoas no departamento de marketing correm o risco de perder o emprego na próxima semana, pois a empresa procura se afastar da publicidade de seus programas individuais e mais na publicidade de seus serviços como um todo.

Não está claro como essa mudança de estratégia se manifestará quando os consumidores virem anúncios para o serviço, mas a Netflix trabalha em um processo de revisão que pode levar a frequentes mudanças de pessoal com base no desempenho.


Um documento público revelou que a empresa gastou US$ 1,8 bilhão em publicidade em 2018, que são os dados mais recentes disponíveis.

Há uma possibilidade de que mais pessoas sejam demitidas à medida que a estratégia de marketing da Netflix é reavaliada.

A empresa emprega cerca de 6.900 pessoas, então parece que menos de um por cento da força de trabalho da Netflix está em perigo no momento.

No entanto, isso pode não ser o fim das mudanças para a equipe de marketing da Netflix, já que a ex-executiva da BBC Studios e atual diretoa de marketing da Netflix, Jackie Lee-Joe, está no cargo há apenas meio ano.

Ela enfrentará desafios significativos dos crescentes serviços de streaming nos próximos meses, como o Disney+, HBO Max, entre outros.

A Netflix está disponível no Brasil com assinaturas que variam entre R$ 21,90 e R$ 45,90.